Conheça os principais tipos de couro para sapatos e suas características!

4 minutos para ler

O couro é um dos materiais mais usados para a produção de peças, sendo que cada variedade tem suas características próprias. Entre os tipos de couro para sapatos, alguns são mais resistentes, duráveis e, ao mesmo tempo, oferecem conforto.

Para ajudar na escolha do material apropriado para o seu calçado, apresentaremos, neste post, os principais tipos de couro e suas características. Confira!

O que define um couro legítimo?

Muitas pessoas optam pelo material sintético na hora de escolher itens de vestuário, porém, ele costuma ter uma baixa durabilidade, além de ser muito sensível às intempéries do tempo. Também apresenta um desgaste natural, descascando com o passar dos anos, mesmo que permaneça guardado.

O couro legítimo é extraído da pele animal, por isso é mais impermeável, resistente e tem um cheiro bem característico, além de um brilho diferente do material sintético. Um diferencial à parte é capacidade biodegradável dessa matéria-prima natural, que decompõe com rapidez na natureza, preservando-a.

Você também pode identificar a composição da peça pela etiqueta ou conferir na própria textura e aparência, já que o couro costuma apresentar arranhaduras e marcas naturais.

Quais são os principais tipos de couro para sapatos?

Os couros mais usados para a confecção de calçados em geral devem ter resistência e permitir alterações, como tingimentos e modelagens. Conheça os materiais mais comuns!

Camurça

Bastante versátil, a camurça é um couro bem macio e não é aplicada só em sapatos, mas também em bolsas, roupas e até estofados. Para conseguir essa característica, a camada interior do couro é lixada, garantindo assim uma textura aveludada.

Nobuck

O nobuck é uma peça de alta granulação, que também passa por um processo de lixamento para conquistar uma textura mais aveludada, porém atinge um toque ainda mais suave do que a camurça, além de ser mais resistente à água. É um couro indicado na produção de botas e sapatos para trabalhos pesados.

Roughout

O roughout tem o couro full-grain usado do lado contrário, ou seja, a parte mais áspera do tecido fica exposta. Com alta durabilidade e impermeabilidade, é muito usado em botas militares ou calçados que serão expostos a situações mais extremas.

Chamois

O chamois passa pelo mesmo processo que o nobuck e a camurça, com o lixamento da parte interna do couro para conferir maior maciez e uma textura mais agradável ao toque. O que diferencia esse material dos demais é que o couro provém de uma cabra de região montanhosa da Europa, também conhecida como chamois ― daí o nome do tecido.

Pebble grain (scoth grain)

Esse tipo de couro é obtido com o uso de prensas para deixá-lo com o aspecto bem granulado. É bastante usado em conjunto com outros tipos de couro, trazendo assim um resultado estético bem clássico e artesanal.

Couro biodegradável

Existem diferentes maneiras de composição do couro biodegradável, entre elas estão as alternativas feitas à base de chá, de restos de abacaxi e até de cogumelos. Porém, esses produtos ainda estão sendo estudados por apresentarem características como o amolecimento no contato com a água e o endurecimento durante os dias mais frios.

Já o couro legítimo 100% biodegradável sem chromo é composto por um processo de transformação único, sem poluir o meio ambiente, atendendo ao público que quer durabilidade e resistência. Os insumos animais são biodegradáveis e utilizados com responsabilidade, sendo sustentáveis e ecologicamente corretos.

Ficou mais claro quais são os principais tipos de couro para sapatos? A Steps Green trabalha com couro legítimo totalmente biodegradável para você que quer um sapato bem resistente, sem causar impactos negativos à natureza.

Acesse o nosso site e conheça mais sobre nossos produtos e materiais! 

Você também pode gostar

Deixe um comentário